quarta-feira, 30 de abril de 2008

Paradas

Foram implantadas duas paradas de ônibus na BR 070 ao lado do Setor de Indústrias de Ceilândia, pois as pessoas não tinham como se proteger da chuva. Ademais, a ACIC enviou à Secretaria de Transportes pedido de duas linhas de ônibus - um vindo de Águas Lindas de Goiás, passando pelo Setor Indústrias, retornando para Águas Lindas e outra linha vindo do setor “O” e Expansão do Setor “O”. O que está em jogo é a segurança dos empregados que têm que andar uma longa distâcia até o trabalho e ainda, muitas vezes, no escuro. Até o presente momento esta questão não foi encaminhada.

Fonte: ACIC-DF

Juniores 2008 começa em maio



A Federação Brasiliense de Futebol divulgou nesta terça-feira a tabela de jogos do 33° Campeonato Brasiliense de Juniores. A competição começa na próxima semana, no dia 10 de maio. Oito clubes, os mesmos que disputaram o Candangão 2008, estarão representados. A final está prevista para o dia 05 de julho.

O torneio terá sete rodadas, com jogos de ida e volta. Os quatro melhores colocados se classificam para as semifinais, em junho. Quem avançar disputa o título da competição. Confira a tabela do campeonato:

1ª Rodada (10/05 - sábado)

Legião x Ceilândia - 16h - Mané Garrincha
Unaí x Gama - 15h30 - Urbano Adjuto
Dom Pedro x Brazlândia - 15h - a definir
Esportivo Guará x Brasiliense - 10h - CAVE

2ª Rodada (17/05 - sábado)

Brasiliense x Dom Pedro - 10h - Rorizão
Brazlândia x Unaí - 15h30 - Chapadinha
Gama x Legião - 15h30 - Mané Garrincha
Ceilândia x Esportivo Guará - 15h30 - Abadião

3ª Rodada (21/05 - quarta)

Legião x Unaí - 15h30 - Mané Garrincha
Esportivo Guará x Dom Pedro - 15h30 - CAVE
Brazlândia x Gama - 15h - Chapadinha
Ceilândia x Brasiliense - 15h30 - Abadião

4ª Rodada (24/05 - sábado)

Gama x Ceilândia - 15h30 - Mané Garrincha
Unaí x Esportivo Guará - 15h30 - Urbano Adjuto
Dom Pedro x Legião - 15h30 - a definir
Brasiliense x Brazlândia - 15h30 - Rorizão

5ª Rodada (31/05 - sábado)

Esportivo Guará x Gama - 10h - CAVE
Brasiliense x Unaí - 10h - Rorizão
Ceilândia x Dom Pedro - 15h30 - Abadião
Brazlândia x Legião - 15h30 - Chapadinha

6ª Rodada (04/06 - quarta)

Unaí x Ceilândia - 15h30 - Urbano Adjuto
Legião x Brasiliense - 14h - Mané Garrincha
Brazlândia x Esportivo Guará - 15h30 - Chapadinha
Gama x Dom Pedro - 16h - Mané Garrincha

7ª Rodada (07/06 - sábado)

Esportivo Guará x Legião - 15h30 - CAVE
Ceilândia x Brazlândia - 15h30 - Abadião
Brasiliense x Gama - 15h30 - Rorizão
Dom Pedro x Unaí - 15h30 - a definir

Semifinais - ida (14/06 - sábado)

4° colocado x 1° colocado - a definir
3° colocado x 2° colocado - a definir

Semifinais - volta (21/06 - sábado)

1° colocado x 4° colocado - a definir
2° colocado x 3° colocado - a definir

Final: 28/06 (sábado) e 05/07 (sábado)




Crise no Ceilândia


As categorias de base do Ceilândia passam por momentos difíceis. Com as dificuldades encontradas para manter a folha do profissional, quem acabou pagando o pato foram as categorias de base. É bom lembrar que o CEC é atual vice-campeão do DF na categoria juniores e atual campeão do DF na categoria infantil.

O resultado das dificuldades atuais é que o gerente da categoria, Neimar, cogita em renunciar ao posto. Conforme o Site CEC apurou, Neimar queixa-se da falta de apoio da diretoria.

As dificuldades chegam em má hora. Dentro de poucos dias começa o campeonato brasiliense da categoria de juniores. O CEC montou uma equipe forte, embora os resultados da fase de preparação não tenham sido satisfatórios.

Outro sintoma das dificuldades fez-se sentir entre os auxiliares. O preparador de goleiros, Júnior, deixou a equipe e voltou para o Brasiliense.



Fonte:Esporte Candango e Ceilândia Esporte Clube

Orgulho e humilhação

"Foi a gente que fez a fundação do Congresso Nacional. O que eu conheço por Congresso Nacional é aquele prédio que parece um cuscuz, todo redondinho. Nosso alojamento ficava no lugar onde hoje é a rampa. Primeiro, a máquina cavava o buraco. Depois, a gente descia agarrado ao cabo de aço, junto com um balde, pra tirar o resto de terra que tinha ficado lá embaixo. A fundura variava, era 15, 20, 30 metros… O Vinte e Oito foi bem uns 40 metros de chão adentro. Quando eu terminava de encher o balde, dava um sinal para o peão lá em cima puxar. Era um sobe-e-desce danado. Depois de tudo limpo, eu subia de volta, agarrado no balde. Na subida, eu ia rodando igual um parafuso, porque o corpo ia batendo de lado no buraco. Saia todo sujo de lama, igualzinho um tatu. (…) Se morria gente? Vixe! Só no Hospital Distrital (Hospital de Base), vi morrer 13 pessoas de uma vez."

Quem descreve o subterrâneo da epopéia Brasília é o baiano Otacílio Zacarias dos Santos, que aqui chegou em 1958. Quem ouviu o relato foi o jornalista e pesquisador Edson Beú Luiz na dissertação Os filhos dos candangos: exclusão e identidades, apresentada ao Departamento de História da UnB. Beú já havia escrito o Expresso Brasília, livro-crônica da história da construção vista pelos olhos dos operários da construção civil. Com a nova obra, Beú dá continuidade à primeira, desta vez ouvindo os filhos dos peões que construíram esta cidade.

Onde eles estão?
Excluídos.

Edson Beú foi encontrá-los na Ceilândia para onde foram removidas 80 mil pessoas que há mais de dez anos viviam na Vila do Iapi, a gigantesca invasão dos primeiros tempos de Brasília. Encontrou uma gente adulta que carrega no peito a mágoa de terem pais-heróis, que construíram a capital da arquitetura moderna, e ao mesmo tempo viverem às margens dela. A maioria dos entrevistados considera Brasília somente o Plano Piloto. Um deles diz que ela é "o monumento à elite". Ao mesmo tempo, os filhos dos candangos têm forte admiração pela cidade que Lucio Costa inventou e Niemeyer bordou com as linhas do concreto.

Os filhos dos candangos carregam na história de sua vida dois repatriamentos: o dos pais, que deixam a terra natal para tentar ganhar algum na nova capital e o deles mesmos, retirados da Vila do Iapi e levados para um ermo monumental que era a Ceilândia antes de se consolidar como cidade. "Ambos (pais e filhos) trocaram o ambiente familiar de origem por uma condição de estrangeiridade, porque a inóspita Ceilândia de 1971 era uma terra tão estranha para os filhos quanto a Brasília dos anos 50 havia sido para os pais. A trajetória de um e de outro envolveu um processo de desenraizamento, de quebra de laços culturais, frustrações e recomeços. Tudo isso produziu um acúmulo de sentimentos, muitos deles contraditórios, em que as palavras de indignação dos filhos são às vezes silenciadas pela forte imagem do pai-herói", escreveu Beú.

Os brasilienses filhos dos operários que construíram a cidade habitam um terreno partido. De um lado, o orgulho de saber que o pai ajudou a construir a capital e, de outro, o sentimento de humilhação por não fazer parte dela.


Fonte: Blog Correio Braziliense e Correio Braziliense de 29/04/08

Caça-níqueis

Mesmo sabendo sobre a repressão policial no combate à pirataria e jogo de azar, alguns comerciantes de Ceilândia vinham disponibilizando máquinas caça-níqueis em seus estabelecimentos. Ontem a Delegacia da Ordem Tributária (DOT) apreendeu, durante blitz no centro daquela cidade, sete máquinas caça-níqueis, em locais diferentes.

Segundo o delegado-adjunto da DOT, Elivaldo de Melo, após levantamento com o objetivo de coibir o crime de pirataria no Distrito Federal, as averiguações deram conta de que em Ceilândia, alguns estabelecimentos ofereciam máquinas proibidas aos clientes. Foram identificados três locais onde as máquinas estavam sendo usadas.

A primeira apreensão aconteceu no Bar Sinuca, localizado na EQNM 22/24, onde foram encontradas duas máquinas. No Bar dos Pescadores, na EQNM 1/3, mais duas, e no Sistema Lanches, na EQNM 21/23, estavam mais três máquinas. Os proprietários foram presos e recambiados para o Departamento de Polícia Especializada (DPE).

Irapoan Sousa, de 41 anos, (bar Sinuca) Antônio Alair de Melo, 49 anos, (bar dos Pescadores) e Valtemir do Prado Cosme, 54 anos, (Sistema Lanches) foram autuados em flagrante pela prática de crime de jogo de azar, podendo pegar de três meses a um ano de prisão. Após assinarem o TC - Termo Circunstanciado -, os acusados foram liberados. Agora, eles irão aguardar o andamento do processo. A Justiça fará o pronunciamento sobre as acusações atribuídas aos acusados. Elivaldo ressaltou ainda, à reportagem da Tribuna do Brasil, que as repressões deverão continuar para fazer cumprir a lei em Ceilândia e em outros pontos do Distrito Federal.


Fonte: Tribuna do Brasil, Correio Braziliense e ClicaBrasília

Emendas Eurides Brito

Emendas da Deputada Distritais Eurides Brito. Veja abaixo a relação das emendas que a parlamentar fez ao orçamento do DF, exercício de 2008, para Ceilândia, de forma detalhada. Verifique as emendas e cobre da parlamentar a sua efetiva aplicação.


Destinação da(s) Emenda(s)


EVENTO CRIANCA EM CEILANDIA - R$ 250.000,00

CULTURA CEILANDIA - R$ 80.000,00

OBRAS DE INFRA-ESTRUTURA - R$ 500.000,00


TOTAL DAS EMENDAS: R$ 830.000,00

Fonte de informações é a CLDF


Fonte: ACIC-DF

Cordelteca

Será inaugurada na próxima quinta-feira a primeira biblioteca temática de cordel de Brasília e uma das poucas do país - a cordelteca. Ela vai funcionar no espaço cultural da estação metrô Guariroba, na Ceilândia. Uma iniciativa do Museu da Memória Viva de Ceilândia, Casa do Cantador e programa Mala do Livro da Secretaria de Cultura. Visitação livre.

Fonte: Blog do Correio Braziliense

Obras no centro

Governador já virou obsessão. Há dias que se chama atenção do governo para a conclusão dos trabalhos de revitalização do centro de Ceilândia. Falta o gramado! Faltam palmeiras para arborização em alguns lugares! Faltam lixeiras! Falta! Falta! Falta! Falta atenção e disposição da equipe de governo para terminar tão importante ação do governador Arruda para a nossa cidade.

Esperamos que com a chegada do metrô em Ceilândia Centro, toda a infra-estrutura seja implantada na área. Há muito tempo ali precisa de melhorias... Afinal de contas, lama não faz parte de qualquer centro de cidade no mundo.

Fonte: ACIC-DF

Vias perigosas

As estatísticas são chocantes. Só nos últimos 15 dias, os acidentes de trânsito provocaram 14 mortes. Até fevereiro, o Detran já tinha registrado 65 mortos nas pistas do Distrito Federal. Em 2007, no mesmo período, tinham sido 42. Quem trabalha nas ruas diz que as cenas de horror viraram rotina.

“Todo dia são dois ou três que a gente vê no chão”, diz um rapaz.

“Está muito perigoso. O pedestre tem de prestar atenção”, fala outro rapaz.

Os números assustam. Em 2007, os acidentes no trânsito tiraram a vida de 422 pessoas. Foram 53 mortes a mais que no ano anterior. Um levantamento feito pelo Detran aponta os lugares mais perigosos da cidade.

Os números mais graves são da Avenida JK (Hélio Prates), que vai de Taguatinga à Ceilândia, onde mais de 30 pessoas morreram nos últimos quatro anos. Na Ceilândia, foram sete mortos nas colisões na Avenida Ulysses Guimarães (Elmo Serejo).

Em 2007, de acordo com Departamento de Estradas e Rodagem (DER), a EPTG ganhou o péssimo título de pista com mais mortes: foram 32. Os motoristas que passam pelo local convivem com os congestionamentos constantes e torcem para que as obras no lugar tragam melhorias.

“O congestionamento está insuportável”, reclama um motorista.

Outra pista que se transformou em sinônimo de problemas: a Estrada Parque Indústria e Abastecimento (Epia). Em 2007, foram 17 mortes em acidentes. O mais recente cartão postal da cidade também ficou marcado por graves acidentes. Nos últimos quatro anos foram registradas sete mortes.

E até lugares que ganharam fama pela tranquilidade, como o Guará, entram na lista de tragédias.
Na via de contorno foram sete mortes de 2005 até hoje.

Excesso de velocidade, imprudência, desrespeito à sinalização. Essas são as principais causas de acidentes de trânsito, de acordo com o Detran. Há ainda outra grave situação, que quase sempre acaba em tragédia: o uso de bebida alcoólica, que tira os reflexos do motorista e o senso de responsabilidade.

Em Taguatinga, onde se concentra algumas estradas mais perigosas da cidade, é preciso fazer campanhas educativas. O motorista tem de se conscientizar de que ele tem de respeitar o pedestre.

As obras da Via Epia serão entregues no final do ano. “Evidentemente colocaremos algumas passarelas a mais nessa via”, afirma o secretário de Transportes Alberto Fraga.

Em relação à Companhia Metropolitana, o secretário completa: "o Sindicato tem de entender que o governo não tem recursos para contratar alguém para trabalhar no trânsito com R$ 5.000 de salário inicial. O governo vai optar por um fiscal de nível médio que faz o mesmo trabalho. Não queremos abrir mão da qualidade do agente, mas essa é a realidade de Brasília".


Fonte: Rede Globo

E as vagas?

A Universidade de Brasília (UnB) vive um momento que marcará a história da instituição: denúncias de má administração, ocupação da reitoria, renúncia de reitor... Em março, a universidade havia anunciado um projeto ambicioso de expansão – a criação de dois novos campus, um em Ceilândia e outro no Gama; e a ampliação do número de vagas oferecidas.

Na época, as propostas dos novos campus estavam em fase final de definição. Com o terremoto que aconteceu na reitoria, os editais para a construção dos novos campus acabaram não saindo. Atualmente, milhares de estudantes do ensino médio vivem a incerteza de que os planos não sairão do papel. A resposta do reitor pro tempore, Roberto Aguiar, é que sairão.

Márcia Abrahão, que assumiu o Decanato de Graduação no lugar de Murilo Camargo, colocou a expansão como prioridade. Para Roberto Aguiar, as propostas apresentadas pela UnB ao Ministério de Educação não foram discutidas suficientemente com a comunidade universitária. A reitoria ainda não sabe quanto tempo levará para compreender o projeto de expansão e, por isto, não pode afirmar se haverá seleção de alunos para os campus de Ceilândia e Gama ainda neste semestre – como estava previsto antes.

Apesar de os dirigentes da UnB afirmarem que, em tese, existe a possibilidade de que haja vestibular para o próximo semestre nesses campus, os alunos estão desperançosos. Os estudantes do Centro de Ensino Médio 04 na Guariroba, o Centrão, deram suas opiniões:

- “É chato porque a gente fez planos e começou a se preparar para algo que não vai acontecer neste ano”, analisa Ludmila Santos, 16.

- “Quebraram nossas expectativas... É melhor esperarmos mais para ter o campus do que ele ser criado com coisas erradas”, argumenta Rômulo Costa, 16.

- “As propostas são boas. Não precisa mudar tudo.” Ressalta Matheus Lima, 17.

- “O campus aqui facilitaria muito a vida dos alunos, especialmente por causa da distância.” Reflete William Mendes, 16.


Em meio a tantas transições, a universidade ainda precisa enfrentar outra dificuldade. Há 10 dias, o Tribunal de Contas da União (TCU) determinou a suspensão de um contrato entre a Fundação Universidade de Brasília (FUB) e a Fundação de Empreendimentos Científicos e Tecnológicos (Finatec).

Como a universidade recebeu a verba há três dias do fim do ano, não havia tempo hábil para contratar empresas e realizar as obras. Segundo o ex-decano de graduação da UnB, Murilo Camargo, os R$ 30 milhões seriam investidos no campus do Plano Piloto.

O TCU propôs a suspensão do contrato por causa da dispensa indevida de licitação durante o repasse dos recursos entre a FUB e a Finatec e aproveitará para realizar uma auditoria nacional a fim de verificar a atuação das fundações de apoio. A suspensão será mantida até que as irregularidades sejam corrigidas pela UnB. O Ministério de Educação também deverá ajudar a universidade.


Fonte: Correio Braziliense de 28/04/08

terça-feira, 29 de abril de 2008

Pista Ceilândia-Samambaia

Mais imagens da grande obra:





Obsimp: Imagens da cidade de Samambaia ao fundo.

Pista de skate no P Sul

Antes de ser inaugurada a pista de skate no Setor P Sul já é um sucesso. A área verde que liga as QNP’s 18 a 36 está se tornando num grande espaço para lazer da comunidade. O que falta agora é a construção do calçadão, no meio da área verde, ligando a QNP 18 a 36.

Fonte: ACIC-DF

Emendas Eliana Pedrosa e Erika Kokay

Emendas das Deputadas Distritais Eliana Pedrosa e Érika Kokay, respectivamente. Veja abaixo a relação das emendas que destas parlamentares ao orçamento do DF, exercício de 2008, para Ceilândia, de forma detalhada, por deputado distrital. Verifique as emendas e cobre das parlamentares a sua efetiva aplicação.

Destinação da(s) Emenda(s)


CULTURA - Ceilândia Norte - R$ 200.000,00

Cobert. Quadra do CE 11 - P Norte - R$ 75.000,00

TOTAL - R$ 275.000,00

Fonte de informações é a CLDF.


Fonte: ACIC-DF

Flanelinhas

A quadrilha agia em um estacionamento da Feira Permanente da Ceilândia. Dois já estão na Papuda. Eles se passavam por vigias de carro.

A polícia conseguiu o flagrante depois de um mês monitorando com câmeras o estacionamento. As imagens mostram que eles ficavam rondando os carros e até recebiam moedas pelo serviço.

Mas quando havia oportunidade, um rapaz que é menor de idade, arrombava os carros e retirava objetos. O aposentado José Ribamar já foi vítima de assaltos desse tipo.

“Quando saí tinha vigia pra se oferecer a olhar o carro. Quando voltei e o vidro estava quebrado, não tinha mais vigia”, diz.

“Quando eu deixo o carro por conta deles fico preocupada e penso: será que ele podia vigiar mesmo?”, fala uma moça.

De acordo com o delegado, Luiz Henrique Sampaio (foto), o assaltante de 16 anos foi encaminhado para a Delegacia da Criança e do Adolescente. Os outros podem pegar até 14 anos de prisão por furto, corrupção de menores e formação de quadrilha. A polícia ainda está a procura de um assaltante que conseguiu fugir. O delegado orienta os motoristas na hora de estacionar o carro.

“Nunca entregue a chave para os flanelinhas. Não deixe objetos dentro do carro, porque atrai a atenção dos criminosos. Também seja cordial no momento em que a pessoa pedir para vigiar; deixe vigiar e depois invente uma desculpa para não dar dinheiro”, aconselha o delegado.


Fonte: Rede Globo, ClicaBrasília e Correio Braziliense, DF Record, Jornal Local e Band Cidade de 28/04/08

Mais derrubadas na semana



Foi retomada, hoje, a operação de demolição de construções localizadas em Área de Proteção Ambiental (APA) e de domínio da Companhia Imobiliária de Brasília (Terracap) nos condomínios Pôr-do-Sol e Sol Nascente, ambos em Ceilândia. A ação, coordenada pela Subsecretaria de Defesa do Solo e da Água (Sudesa), teve início, na última sexta-feira (25), e já derrubou 30 casas. A previsão do órgão é de que até a próxima quarta-feira (30) um total de 180 edificações que estão na APP seja demolido.

“Na ação de hoje vamos atuar mais efetivamente na expansão desses condomínios, para evitar que as áreas ocupadas aumentem. Também vamos verificar se existem outras edificações que ainda não foram notificadas por não terem sido identificadas em nosso primeiro levantamento”, afirma o comandante da operação, tenente Rosivan Correia de Souza. O laudo da subsecretaria, de 2007, aponta que algumas casas foram levantadas próximas a uma nascente e em uma região que havia sido desmatada.

Os moradores do condomínio que tiveram suas residências demolidas podem receber ajuda temporária do Governo do Distrito Federal. Eles têm a opção de ir para um albergue ou receber dinheiro correspondente a três meses de aluguel. Já os móveis podem ser encaminhados para um depósito do governo local ou para um endereço regularizado de algum parente.


Fonte: Jornal Coletivo, Correio Braziliense, Tribuna do Brasil e Jornal de Brasília de 29/04/08

Problemas do HRC

Nesse domingo (27/04/08), quando a equipe de reportagem do Bom Dia DF chegou ao Hospital Regional da Ceilândia (HRC) a fila já estava do lado de fora. Mais de 60 crianças doentes aguardavam atendimento. No quadro de médicos, apenas uma pediatra na escala. O resultado foi muita reclamação e confusão.

“Nós estamos aqui desde sete horas da manhã e só tem uma médica atendendo. Eu fui falar com ela, com o meu filho vomitando, pra pedir um remédio para vômito. Ela disse que se eu não estivesse satisfeita com o serviço de saúde, que procurasse outro”, contou a dona-de-casa Valdenísia da Silva.

Outros pais entraram na pediatria para tentar falar com a médica, mas a polícia foi chamada para impedir uma invasão. “Nós estamos aguardando desde madrugada e ainda não apareceu um médio. Bastou a gente entrar por cinco minutos e encheu de policia e de segurança. A gente precisa de segurança no hospital? A gente precisa é de médico”, reclamou o mecânico Francisco de Assis.

A produção do Bom Dia DF entrou em contato com a assessoria do Hospital da Ceilândia, que informou: três pediatras estavam escaladas para trabalhar nesse domingo, mas uma delas tirou licença porque está com hepatite. A Dra. Ana Lídia, que deveria ter trabalhado de manhã, não justificou a ausência. À tarde, duas médicas atenderam na pediatria.

Sobre o mau atendimento, a assessoria pede que os pacientes registrem o caso na ouvidoria do hospital, para que a direção tome providências. Quem quiser pode fazer a reclamação pelo telefone 3471-9000.


Fonte: Rede Globo

Falta apoio



O Campeonato Brasiliense de Futebol Feminino começou há duas semanas. A competição, ainda amadora em sua décima segunda edição, na teoria, não poderia ser melhor para o esporte do DF. Na prática, porém, está longe da perfeição. Na vitória do Bandeirante por 2 x 1 sobre o Planaltina, neste domingo, no Estádio Adonir Guimarães, o futebol ficou em segundo plano. Vários problemas, como a falta de apoio e organização, transpareceram e deixaram evidente o descaso com as nossas meninas.

O placar foi de 2 x 1, vitória do Bandeirante, agora líder do campeonato com duas vitórias em dois jogos e saldo de 11 gols, foi contruído com gols de Neném e Patrícia. Silvia descontou para as donas da casa.

Entre os vários problemas, o gramado alto do Adonir Guimarães era um obstáculo para a prática do futebol. Além disso, havia apenas uma bola com condições de jogo. As redes do Estádio, envelhecidas, precisam ser trocadas. As reclamações partiram dos dirigentes do futebol feminino no DF.

Vavá, diretor de futebol do Planaltina, revelou que apesar das muitas promessas, apenas uma bola foi dada a cada clube, cedida pela FBF. "Temos um custo de 400 reais por jogo, com arbitragem e o transporte das meninas. Mesmo com as dificuldades, acredito no futuro dessas meninas", ressalta.



O amadorismo também fica evidente no líder do campeonato. Diony Alexandro divide as funções de presidente, técnico e massagista do Bandeirante. "Só pelo fato de ver essas meninas longe das drogas, e do álcool, fico satisfeito", define o faz-tudo da equipe de futebol feminino do Núcleo Bandeirante.

Uma das sugestões de Diony é fazer uma parceria pública privada em prol da modalidade, a exemplo do que acontece no Rio de Janeiro, onde as jogadoras devidamente uniformizadas não pagam passagens de ônibus para ir aos jogos e treinamentos. "É só lado social que nos motiva. Falta muita coisa", alerta o cartola.

O campeonato é promovido pela FBF há 12 anos e o vice-presidente da entidade, Paulo Araújo, garante que existe estudos para a melhoria da categoria. Segundo ele, também falta apoio dos políticos da Capital Federal.

"Eles só podem agradecer à Federação. Nós organizamos a competição sem cobrar inscrição e nesses anos todos arcamos com a inadimplência dos times que não pagaram a taxa de arbitragem. Essa é a hora de cobrar as promessas de campanhas de muitos políticos eleitos", observa Paulinho.



Os exemplos de superação estão dentro de campo. Com ajuda de custo de apenas R$ 4 para comparecer aos jogos, Elma, jogadora do Planaltina, tem que levar os três filhos junto para as partidas do time. Ciente das dificuldades, ela se mantem otimista e manda um recado para as garotas que sonham em se aventurar no futebol de Brasília.

"Mesmo não realizando o meu sonho de ter sido uma profissional, o futebol sempre me deixou afastada dos vícios. Hoje, eu pratico para o meu bem estar. Da época que eu comecei, melhorou. Não desistam."


Fonte: Esporte Candango

Mais feira



A feira do Rolo de Ceilândia Sul só mudou de lugar. Em setembro de 2007, o GDF transferiu aproximadamente 300 feirantes regulares da famosa Feira do Rolo de Ceilândia Sul para as dependências Feira do Setor "O", na Ceilândia Norte. A ação cumpriu o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), firmado em março daquele ano, pela Companhia Imobiliária de Brasília (Terracap), pelo Ministério Público e pela Administração da cidade, que prometeu desativar da Feira. Mas juntos com os feirantes legais, os ilegais também se estalaram nas mediações que fica do lado de fora da feira do Setor "O".

Com os feirantes ilegais pode-se encontrar de tudo: Relógios, celulares, televisores, aparelhos de som e bicicleta por uma pechincha. Mas boa parte desses produtos é de origem duvidosa e a polêmica Feira do Rolo da Ceilândia Sul virou tradição pelo troca-troca e a revenda dessas mercadorias.

Quando funcionava em Ceilândia Sul, a Feira do Rolo era marcada pela sua imagem negativa como a violência, o trafico de drogas, vendas de armas, vendas de produtos ilegais, que assustavam as pessoas que moravam nas proximidades. A administração de Ceilândia anunciou que a feira deixou de existir, mas os comerciantes da Feira do Setor "O", que pagam uma taxa de R$ 40 para manutenção do espaço, denunciam que a Feira do Rolo apenas mudou de lugar. Mesmo próxima da delegacia de polícia, e com presença de policiais militares, aos domingos, a mesma prática que era praticada na Ceilândia Sul, está sendo praticado também na Feira do Setor "O".

Os feirantes legais reclamam da concorrência dos feirantes ilegais. "É uma concorrência desleal, se vendemos um produto aqui dentro por R$ 25, lá fora você pode encontrar o mesmo produto por R$ 5. Sem falar que nós pagamos impostos", diz um feirante que não quis se identificar.


Segundo a presidente da associação dos feirantes do Setor "O", Consuelo Ribeiro Costa, 59 anos, mesmo as constantes fiscalizações da administração da Ceilândia não é suficiente para conter a ação dos ambulantes irregulares. "Estamos estudando junto com a administração da cidade, a possibilidade de se colocar um alambrado nos arredores da feira, se é para ser uma feira tem que ser tudo organizado. Tem muita bagunça e muita coisa errada lá do lado de fora" explica.

Para os feirantes a bagunça é tanta que até na parada de ônibus que fica em frente à feira é possível encontrar pessoas vendendo produtos de origem irregular.
A administração da Ceilândia já sabe do problema e diz que intensifica a fiscalização no local aos domingos, mas não tem como as pessoas que vão até o local vender e trocar produtos. Segundo o administrador Adauri da Silva Gomes, só na última ação de fiscalização, a equipe apreendeu cerca de cinco caminhões de mercadoria. "Já teve domingo que apreendemos mais de 10 caminhões com mercadorias irregulares", explica.

Enquanto o alambrado não é instalado, os feirantes ilegais continuam tirando a clientela dos feirantes legais.



Vale ressaltar que a Feira do Rolo começou em Ceilândia Centro, em frente ao antigo Quarentão, depois passou para Ceilândia Norte, na Praça dos Eucaliptos, e seguiu para a QNM 15 em Ceilândia Sul.

No domingo (27/04/08) houve mais uma blitz na feira. Algumas pessoas reclaram que até quem passava em frente a feira teve os produtos recolhidos. Um pintor disse que os equipamentos que ele utilizava nos serviços foram confiscados.

Seria bom se houvesse este tipo de fiscalização em Ceilândia Centro, já que os vendedores ambulantes tomaram a área novamente...

Fonte: Tribuna do Brasil e DF no Ar de 28/04/08

segunda-feira, 28 de abril de 2008

Apollo 4 goleia

O Apollo 4 fez o dever de casa e derrotou o Paranoá por 5 x 1, no Estádio Abadião, neste domingo, em partida válida pela segunda rodada do Campeonato Brasiliense de Futebol Feminino. Ângela, Sueli, Laiane, e Paulinha duas vezes, marcaram para o time de Ceilândia. Raiane descontou para as visitantes. Com a vitória, o Apollo 4 manteve 100% de aproveitamento, enquanto o Paranoá acumula sua segunda derrota em dois jogos.

O time da casa pressionou desde o inicio, e aos seis marcou seu primeiro gol. Paloma cruzou para área e Ângela desviou de cabeça para o fundo das redes. A pressão continuava e, aos 23 minutos, o Apollo ampliou. Depois de bola cruzada da direita, Sueli desviou sem dificuldades para o gol do Paranoá: 2 x 0.

O Apollo 4 poderia ampliar sua vantagem se Sueli não tivesse desperdiçado um lance frente a frente com a arqueira visitante, aos 36 minutos.

Atrás no placar, o Paranoá se atirou para o ataque e quase marcou aos três. Juliana errou a saída de bola e Jéssica tocou rápido para Luana. A atacante finalizou rente à trave do time de Ceilândia.

Aos 12 minutos da segunda etapa, o time da casa marcou o terceiro após boa triangulação na pequena área do Paranoá. Paulinha tocou para Laiane, que acabara de entrar, e esta teve tranqüilidade para tocar na saída da arqueira do Paranoá.

O lance mais bonito da partida saiu aos 20. Paulinha deixou sua marcadora no chão, com um drible, e, de longe, mandou no ângulo da meta do Paranoá: 4 x 0.

Aos 34 minutos, o time visitante marcou o de honra. Confusão na zaga do Apollo e Raiane ficou livre para mandar ao gol do time de Ceilândia e descontar.

Mas a alegria do Paranoá não durou muito. Três minutos depois, Paulinha entrou na área, driblou sua marcadora e tocou na saída da goleira, fechando o placar: 5 x 1.

"Faltou comunicação para o time, vocês tem que conversar mais em campo". Essas foram as palavras do técnico do Paranoá, Vinicius Farias, após o apito final. Com o resultado o Paranoá acumula sua segunda derrota. A primeira foi para o River Playte por 2 x 1.

"Essa não foi uma boa partida da minha equipe. Demos muitos espaços, principalmente pelo lado esquerdo. Para a próxima partida contra o LBJ procuraremos corrigir isso", cobrou o treinador do Apollo 4, Gedeon Assis, após os 5 x 1.

Essa foi a segunda vitória do time ceilandense em duas rodadas. Na estréia, o Apollo derrotou o Cresspom, atual campeão, por 3 x 0.



Já o Guarany foi derrotado em casa por 3 x 0 pelo Ascoop/Capital e acabou ligando o sinal de alerta na competição.

Fonte: Esporte Candango

Emendas Dr Charles

Emendas do Deputado Distrital Charles. Veja abaixo a relação das emendas parlamentares ao orçamento do DF, exercício de 2008, para Ceilândia, de forma detalhada, por deputado distrital. Verifique as emendas e cobre do seu parlamentar a sua efetiva aplicação.


Destinação das Emendas

ACAO SOCIAL CULT. NA CIDADE - R$ 300.000,00

CULTURA - R$ 85.000,00

CONST.CRECHE NA QNO 20 - Exp. Setor O - R$ 50.000,00

CONST.REST. COM. EM CEILÂNDIA - R$ 30.000,00

CONST.ESTAC. NO SETOR O - R$ 30.000,00

REF. DO CENTRO ENS. 17 - R$ 30.000,00


TOTAL - R$ 525.000,00

Fonte de informações é a CLDF.


Fonte: ACIC-DF

Final da SEBAR 2008



A Praça do Cidadão, em Ceilândia Norte, sábado(26) foi palco da final da 2ª Seletiva Estadual de Basquete de Rua do Distrito Federal. Participam das três etapas do campeonato 42 times, mas apenas os três melhores colocados representarão o DF na Liga Brasileira de Basquete de Rua, no Rio de Janeiro.



A festa foi marcada por performances de basquete de rua, apresentações de break, free style, ioiô, campeonato de enterradas e cestas, penteados afros e shows com grupos locais de rap. Quem compareceu ao local também pode medir a pressão e receber dicas de nutrição e vida saudável.



No masculino, a equipe campeã foi de Taguatinga - Avalon. Já as Superpoderosas, do Gama, venceram no feminino.

Fonte: ACIC-DF, CUFA-DF, Cufa.com, DF TV 2ª edição de 26/04/08 e Jornal de Brasília de 28/04/08

domingo, 27 de abril de 2008

Grileiros

O Jornal de Brasília acabou de lançar um novo portal. O site traz a inovação de se poder ver as páginas do periódico em flash - basta clicar no fim das páginas em flash ou ir clicando nas setas que ficam nas laterais para se mudar de páginas. Se a matéria interessar, o usuário pode baixar e visualizar a página em PDF, clicando nas lupas. Mais uma inovação bem vinda. Veja o link:

Jornal de Brasília

Entre algumas matérias em destaque, uma trata do seguinte assunto:

Agentes da Subsecretaria de Fiscalização de Defesa do Solo e da Água (Sudesa) prenderam na manhã deste sábado (26/04) duas pessoas por grilagem de terras no condomínio Sol Nascente, em Ceilândia. Os irmãos Antônio Antunes de Araújo, 39 anos, e Arenaldo Antunes de Araújo, 47 anos, foram encaminhados para a 19ª Delegacia de Polícia (P Norte) e prestaram depoimento. Eles foram denunciados por moradores do Sol Nascente. Na última sexta-feira (25/04), agentes da Sudesa estiveram no local derrubando construções irregulares. Eles deixaram números de telefone e pediram que a população apontasse os responsáveis pela venda.

Embora os dois tenham sido encontrados juntos em um bar na altura da chácara 89 do condomínio Sol Nascente, aguardando clientes para mostrar terrenos, apenas Antônio será autuado por parcelamento irregular de terras. O motivo é que foram encontrados com ele panfletos publicitários anunciando lotes. Além disso, foram apreendidos em um carro no nome de Antônio Araújo piquetes de demarcação de terras e um mapa de uma área de 61 mil metros quadrados que estava sendo parcelada para venda. A pena para parcelamento irregular de solo é de 1 a 4 anos de reclusão ou multa, com valor entre cinco e 50 salários mínimos.

De acordo com o tenente Leandro Antunes, assessor especial da Sudesa, os lotes vendidos pela dupla começaram a ser comercializados muito recentemente, após o início da implantação de rede de energia elétrica no Sol Nascente. De acordo com um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado recentemente entre governo do Distrito Federal (GDF), Ministério Público da União e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Renováveis (Ibama), não pode haver novas construções nos condomínios Sol Nascente e Pôr do Sol, ambos em Ceilândia. Só os moradores antigos terão seus terrenos regularizados. De 180 construções irregulares existentes nessas áreas, a Sudesa derrubou 30 nesta sexta-feira. Na segunda-feira (28/04/08) recomeçam as demolições.


Fonte: Correio Braziliense, Rede Globo e Jornal de Brasília de 27/04/08

Sem estacionamento

Os comerciantes que trabalham próximo ao terminal rodoviário do P Sul reclamam que os clientes estão fugindo. Motivo: a falta de estacionamentos.

Um vendedor diz que sempre passam o piche na área, mas que nunca terminam o obra; completando com massa asfáltica. A grande quantidade de buracos faz com que os clientes vão procurar outros comércios.

Esta área é a única comercial do P Sul sem asfalto. Segundo o Administrador de Ceilândia, Adauri Gomes, a região será asfaltada brevemente - em no máximo 20 dias.

O mesmo administrador disse que outras áreas em Ceilândia também deverão ser asfaltadas. Vamos aguardar...

Fonte: Jornal Local 2ª edição de 26/04/08

Lixo em nascentes

O entulho fica amontoado às margens da Avenida Ulysses Guimarães (Elmo Serejo), ao lado da área de microempresas. No local, há terra, material de construção, restos de móveis e animais. O caminhão ia jogar mais lixo, mas desistiu depois de ver a equipe do DFTV. Mesmo quem aproveita para ganhar um dinheiro extra, sabe do perigo.

“O local traz muita doença, porque tem rato e cachorro morto”, diz o pedreiro Carlos Alberes.

O técnico em telecomunicações, Alberi Pimenta (foto), conta que a área é cheia de nascentes que estão ameaçadas pelo lixo e pelas construções. “A nossa esperança é preservar as nascentes que ainda restam. Andando, a gente encontra cinco ou seis pontos de nascentes que estão morrendo”.

Apesar da proibição na placa, o lixo está espalhado por vários pontos. O DFTV também flagrou moradores jogando sacolas no meio da rua. Eles justificam dizendo que um container que havia no lugar foi retirado e que apenas de vez em quando o caminhão do SLU passa em algumas ruas.

“Aqui é o lugar onde os lixeiros passam por último”, diz a aposentada Alice Ribeiro.

O administrador da Ceilândia, Adauri Gomes, diz que uma vez por semana caminhões do governo recolhem o entulho para levar para a Estrutural, mas lembra que a população não deveria jogar lixo orgânico no lugar.

O administrador admite que o SLU não passa todos os dias na área. Ele afirma que o problema só deve melhorar quando forem construídos cinco pontos de recolhimento de lixo na cidade.

“Com os ecopontos nós esperamos que a situação do lixo normalize na Ceilândia. Esse é um processo feito junto ao SLU, mas nós esperamos que seja o mais breve possível”, afirma Gomes.


Fonte: Rede Globo

sábado, 26 de abril de 2008

Isto é Ceilândia



O acervo do Museu da Limpeza Urbana é composto de forma inusitada: por peças encontradas no lixo. Máquinas fotográficas velhas, câmeras filmadoras, aparelhos de televisão, computadores, cédulas que não têm mais valor e até um aparelho de telex fazem parte da coleção do espaço cultural da empresa de tratamento de lixo. Os objetos que contam a história da limpeza urbana do Distrito Federal estão em uma casa na Usina de Lixo da QNP 28, P Sul, em Ceilândia.

A idéia de reunir o material partiu de um grupo de funcionários do Serviço de Limpeza Urbana (SLU), em 1996. Com a iniciativa, os trabalhadores pretendiam mostrar que o lixo pode ser uma fonte de recursos para contar a trajetória de uma cidade e seus habitantes. Artigos construídos com sucata também estão em exposição.

Uma das atrações mais antigas da casa, um boneco feito de restos de metal, recepciona os visisantes. A maioria dos frequentadores é de grupos de estudantes. O espaço é aberto ao público de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h. A entrada é franca. Porém, é preciso enviar um pedido por meio do fax 3213-0155, à superintendência do SLU, com uma semana de antecedência.



Obsimp: A imagem é em preto e branco mesmo.

Fonte: Correio Braziliense de 24/04/08

Lei seca não funciona

A lei criada pelo governador do Distrito Federal ha mais de 1 ano deveria estar valendo a todo vapor na cidade, mas os bares não a cumprem. O funcionamento deveria ser de domingo a quarta-feira as 1:00 e de quinta a sábado as 2:00.

Os próprios frequentadores confirmam que os bares fecham mais tarde; em média as 3:00 da madrugada. Será que a fiscalização está funcionando?

Segundo o coronel responsável pela área, a fiscalização não deixou de ser feita. Quem não cumprir as regras pode perder o alvará de funcionamento e ter o estabelecimento fechado.

Uma conselheira de segurança afirmou que todos os bares e similares devem fechar nos horários previstos para evitar possíveis tragédias que são comuns nas altas horas da noite.

Fonte: DF Record de 25/04/08

A força da comunidade

Nesta quinta-feira, o Centro de Ensino Médio 10 no P. Sul, em Ceilândia, conseguiu apoio dos deputados para a construção de um auditório na escola. O Instituto de Cidadania Interagir, organização não-governamental (ONG), juntamente com uma comissão de cerca de 10 professores e 150 alunos, além de membros da comunidade e comerciantes, prepararam um abaixo-assinado informando da necessidade. Para a estudante Raquel de Souza, 17 anos, a construção do auditório trará benefícios à escola e à comunidade. "Aqui poderemos nos reunir, além de fazer eventos para atrair todos os moradores", comemorou.

Na próxima terça-feira, 29, a causa será votada em plenário. Se aprovada, e após o recebimento do valor prometido, o processo de licitação começará em seguida para que o auditório seja construído o quanto antes. A escola já possui um lugar disponível e apenas aguarda a decisão. Segundo o presidente da Instituição, Fernando Freitas, foram mais de mil assinaturas, além de cartas feitas pelos alunos.

Desde 1994, quando o colégio foi inaugurado, a comunidade pede a construção de um espaço próprio para as apresentações teatrais, reuniões, palestras, seminários e eventos. Por essa demora, os funcionários da escola se movimentaram e visitaram a Câmara Legislativa do DF. O ato possibilitou o encontro e a conversa com cada deputado. A bancada do Partido dos Trabalhadores (PT) liberou o orçamento de R$ 360 mil para a construção, mas ainda faltam assinaturas de alguns deputados. "Estamos conseguindo, dessa vez vai sair", comemorou a educadora Miriam Laurentino.

Fernando Freitas afirmou que durante esses 14 anos de espera, a verba que deveria ser mandada para a construção foi priorizada em outras obras. "A construção de obras como a ponte JK e o metrô foram priorizadas, agora estamos conseguindo finalmente o auditório", disse. O Instituto de Cidadania Interagir participa da reivindicação, pois atua com trabalhos preventivos e educativos aos jovens. E por não ter um local para a realização das palestras, resolveu se mobilizar também.

O setor P. Sul é um bairro com mais de 90 mil habitantes, possui 13 escolas públicas e nenhuma delas dispõe de um auditório. O bairro não possui um local adequado para a realização dessas atividades. Com isso, a população da cidade sentiu a necessidade de se unir e se organizar para buscar a conclusão deste objetivo o mais rápido possível.


Fonte: Tribuna do Brasil

Brasiliense de vôlei de areia

Ceilândia vai sediar a 1ª Etapa do Circuito Brasiliense de Vôlei de Areia. O evento, promovido pela Federação de Vôlei, com o apoio da Administração Regional local, será realizado neste sábado (26 ) e no domingo (27), 08h às 18h, na Praça dos Eucaliptos, localizada na QNM 14 – Área Especial – Ceilândia Norte.

Mais informações com o gerente de Esporte, Lazer, Cultura e Educação da Administração, João Cléber (8438-0635 e 3901-1247)


Fonte: Administração Regional de Ceilândia

Derrubada

A chácara 89 no Condomínio Pôr-do-Sol, na Ceilândia, virou alvo da Subsecretaria de Defesa do Solo e da Água, a Sudesa. Isso porque na última semana foram construídas 183 novas casas no local. Por isso, o governo organizou a derrubada nesta-sexta-feira (25).

Durante a operação, não houve resistência dos moradores. A casa do auxiliar de serviços gerais Everton de Souza também entrou na lista para ser derrubada. Por causa da notificação, a família tirou tudo o que tinha dentro de casa para levar para outro lugar.

“Isso era de uma pessoa que era dono do local; uma espécie de chácara. Ele quis repartir pra vender o loteamento para as pessoas que estão aí”, diz.

O loteamento cresceu rápido, como mostram as fotos aéreas de um levantamento feito pela Sudesa desde janeiro do ano passado. Foi quando o governo proibiu novas construções em loteamentos irregulares.

“A gente vem noticiando que desde janeiro de 2007 pra cá, nada pode ser construído. Então, não existe pessoa ingênua, achando que está construindo sem ter notícia que não pode. Todos sabem que a área é de invasão”, comenta major Gouveia, da Sudesa.

Outras 17 famílias foram notificadas pela Sudesa para deixar as casas. O prazo acaba ao meio-dia deste sábado (26), quando a Sudesa retomará as derrubadas na chácara 89.

Ao todo, 30 trinta casas foram derrubadas. Segundo o coordenador da operação, major Gouveia, dia 26/04/08 a fiscalização volta para o local.


As derrubadas acontecem também no condomínio Sol Nascente

Fonte: Rede Globo, Tribuna do Brasil, Clica Brasília e Correio Braziliense

sexta-feira, 25 de abril de 2008

Final de basquete de rua



A final da Seletiva Estadual de Basquete de Rua (SEBAR 2008) acontece na praça do cidadão neste sábado - 26/04/08 - em Ceilândia. A primeira e segunda etapas foram realizadas em Ceilândia e em São Sebastião, respectivamente.



A CUFA-DF é a responsável pelo evento que escolherá as melhores equipes para representar o Distrito Federal no torneio nacional que acontece no Rio de Janeiro - Liga Brasileira de Basquete de Rua (LIBBRA 2008).

Fonte: CUFA-DF, LIBBRA 2008, CUFA.com e Correio Braziliense de 25/04/08

Infra-estrutura

O GDF, o Ibama e o Ministério Público da União assinaram, na tarde desta quinta-feira (24), um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) que autoriza o governo a iniciar as obras de infra-estrutura – como água, luz e esgoto – para os condomínios Sol Nascente e Pôr-do-sol antes da regularização das áreas. As melhorias para os setores beneficiarão mais de 74 mil pessoas e começarão em até 90 dias, quando o projeto urbanístico para os dois loteamentos deverá ficar pronto. “Vamos começar as obras o quanto antes e logo essas cidades serão dois bairros como outros de Brasília, com toda dignidades para seus moradores”, explica o governador José Roberto Arruda.

Além de energia elétrica, que já está sendo instalada pela CEB, os dois condomínios receberão asfalto, galerias pluviais, água, esgoto, posto de saúde, posto policial, centro de ensino e centro de atendimento ao idoso. O acordo assinado segue os moldes de outro TAC, firmado para levar obras de infra-estrutura para o Mestre D'armas, setor habitacional próximo a Planaltina. “O molde definido no primeiro termo poderá ser aplicado às áreas como o Pôr-do-sol e o Sol Nascente. Aí o governo poderá assumir o compromisso de atender essas comunidades com população de baixa renda”, explicou Francisco Guilherme Passos, procurador da República que assinou o documento.

Ainda segundo Francisco, o GDF deverá, como condição do TAC, investir em pesquisas sobre o meio ambiente e na educação ambiental dos moradores dos dois loteamentos. “As áreas foram ocupadas de forma irregular e deveriam ser desocupadas. Mas como o processo ocorreu de forma irreversível, a melhor solução é resolver o problema de forma definitiva e resoluta, como o GDF tem se proposto a fazer”, explica o superintendente do Ibama no DF, Francisco Palhares. Como acontece no processo de regularização de Vicente Pires, todas as moradias que ocuparem Área de Proteção Permanente (APP), como encostas e margens de rios, serão realocadas em outros locais, próximos aos anteriores.

Novas invasões

Para que o acordo saísse, o governador destacou a importância de impedir novas ações de grileiros. “Essas invasões existem porque os poderes instituídos, o GDF, o Ibama e o Ministério Público, falharam. Essa omissão permitiu que Brasília crescesse de forma irregular, indisciplinada e predatória. Agora nós vamos regularizar as invasões que já existem e levar infra-estrutura para essas comunidades, mas o compromisso que assumimos é de frear esse processo”, garantiu Arruda. Desde que anunciou a instalação de rede elétrica para os dois condomínios o GDF já contabilizou 180 novas invasões no local.

“Isso tem que parar. Vamos mandar a polícia para lá e prender o grileiro que organiza essas novas invasões. Porque 180 famílias não mudam para lá em menos de cinco horas sem alguém no comando disso. Já sabemos quem está envolvido e o quanto antes vamos colocá-lo na cadeia, porque vender terra que não é sua é estelionato e é fazer dinheiro explorando gente humilde”, disse Arruda. O governador ainda definiu a criação de uma força-tarefa entre as Polícias Civil e Militar e Subsecretaria de Defesa do Solo e da Água (Sudesa) , que começará imediatamente os trabalhos para conter novas invasões. “Se invadiu de dia, tem de estar fora de lá até de noite”, sentenciou Arruda.


Fonte: Administração Regional de Ceilândia, Correio Braziliense e Jornal de Brasília de 25/04/08.

Emendas Cristiano Araújo

Abaixo as emendas do Deputado Distrital Cristiano Araújo. Relação das emendas parlamentares ao orçamento do DF, exercício de 2008, para Ceilândia, de forma detalhada, por deputado distrital. Verifique as emendas e cobre do seu parlamentar a sua efetiva aplicação.


Destinação das Emendas



EVENTO CULTURAL - Ceilândia Norte - R$ 100.000,00

ILUM. CAMPO DE FUT. EQNN 24/26 - Guariroba- R$ 50.000,00

REC. MALHACAO QNM-10 - Ceilândia Norte - R$ 50.000,00

REF. GALPAO COMUNIT. EQNP 28/32 - P Sul - R$ 100.000,00

CEILANDIA FESTA - R$ 140.000,00


TOTAL DAS EMENDAS - R$ 440.000,00


Fonte de informações é a CLDF.

Fonte: ACIC-DF

Desafio no futebol feminino

A 2ª rodada do Campeonato Brasiliense 2008 continua neste domingo (27/04/08). As equipes de Ceilândia vão jogar na cidade. Veja os locais:


Guarany x Ascoop/Capital as 11h00 na Feira do Produtor e Atacadista de Ceilândia - P Norte (Próximo a Fundação Bradesco)

Apollo 4 x Paranoá as 14h00 no Abadião - Guariroba



Compareça e torça por nossa cidade!

Fonte: Federação Brasiliense de Futebol

Difícil

Na agência do INSS da Ceilândia, a lista de problemas é extensa: consultórios improvisados, poucos banheiros e sem higiene. Também há gente demais na fila e poucos funcionários para atender.

O supervisor operacional, Plínio Martins Tavares, tenta receber a aposentadoria por invalidez desde o ano passado.

“Eles ficam enrolando. Não tem um responsável que chega e diz: a gente vai restituir esse mês. Enquanto isso eu tive gastos”, reclama Tavares.

“A gente espera demais. Ontem me mandaram para o INSS de Taguatinga, aí mandaram de volta pra cá”, diz Socorro Santos.

O procurador lembra que a Ceilândia tem mais de 600 mil habitantes e considera o tamanho da agência insuficiente para atender a população.

“Os segurados chegam e não são bem orientados em relação aos serviços que a previdência tem que prestar. A impressão que se tem é que o estado está fazendo um favor pra esse cidadão e trata de uma maneira totalmente indigna”, afirma o procurador da República no DF, Peterson Pereira.

“Nós precisamos da capacitação de servidores. Estamos com muitos processos parados, mas a gerência já está verificando essa situação. Resolveremos em, no máximo, dois meses”, afirma a coordenadora da agência Sirley Pinheiro.


Fonte: Rede Globo, DF Record e Jornal Local de 24/04/08

Ciade

O Distrito Federal foi transformado em um imenso Big Brother. É a idéia do governo para combater a criminalidade. Por enquanto são 35 câmeras. Nove, no centro de Brasília. Bombeiros e policiais militares acompanham as imagens em um telão, que fica no novo Ciade, a Central Integrada de Atendimento e Despacho - antigo Ciosp: Centro Integrado de Operações de Segurança Pública.

É possível, por exemplo, visualizar o que há dentro da caixa de isopor do ambulante e até o canudo de um suco. Na Ceilândia, já são 13 câmeras. Ano passado, um acidente foi registrado. O socorro foi bem mais rápido para as dez vítimas dos seis veículos envolvidos.

Em Sobradinho, desde dezembro de 2005 estão instaladas 13 câmeras. O comandante de policiamento, tenente-coronel Cordeiro, garante que os crimes diminuíram.

“Na área de comércio reduz em até 50% em alguns meses os furtos no comércio. E em sequestros relâmpagos, as câmeras instaladas nas entradas e saídas da cidade, conseguimos manter em níveis satisfatórios”, diz Cordeiro.

A intenção é ter câmera em locais com grande aglomeração onde há mais registros de ocorrências policiais. Até 2010 serão 900 em todo o DF. O que significa uma câmera para cada 4.500 habitantes.

O secretário de Segurança, Cândido Vargas, diz que o investimento de quase R$ 21 milhões para a instalação é necessário.

“Se sabe que hoje o mundo inteiro trabalha com câmeras. Na mesma hora se prende o malfeitor. É um benefício tecnológico; inibe a ilicitude, o crime e vem trazer uma sensação maior de segurança”.

“Isso é muito bom, acho que todo lugar tinha de ser monitorado”, opina uma senhora.

“O crime vai ser apenas visto, mas não vai parar”, fala o instrutor de auto-escola Sidelcino Cavalcante.

“Quem anda com bom procedimento, quem anda no caminho do bem, não deve temer essa vigilância que é para o próprio bem da população”, comenta uma senhora.

O projeto foi lançado nesta quinta-feira (24), na instalação da Central Integrada de Atendimento da Secretaria de Segurança (Ciade).


Fonte: Rede Globo e Tribuna do Brasil

Dia do Índio

A Seleção Indígena Brasileira de Futebol (SIBF) e a Seleção do Distrito Federal se enfrentaram no Dia do Índio, 19 de abril, no Estádio Abadião, em Ceilândia/DF. Com placar apertado, o time da SIBF derrotou o adversário em uma virada espetacular. Gols não faltaram para alegrar os jogadores e o público, que teve acesso às arquibancadas pelo preço simbólico de 1 real. O jogo terminou com 4 gols da Seleção do DF e 5 da equipe indígena, formada de atletas de diversas etnias, como Xavante, Fulni-ô, Terena, Karajá, Kayapó, Gavião, Pankararu, Potiguara e Bororo. Um dos destaques foi a participação do jogador Índio, bicampeão pelo Corinthians, em 1998 e 1999, e Campeão Mundial Iterclubes, em 2000.

A SIBF, fundada na década de 90, tem como objetivo resgatar e promover o esporte por meio de seus jovens atletas indígenas, além de aprimorar as práticas esportivas nas comunidades, respeitando os costumes e tradições dos povos indígenas.

Fonte: 24 Horas News

Cadeia

Maurílio e Silva Monte foi preso na Ceilândia. Ele cumpria pena de 18 anos por roubo em regime semi-aberto. No Natal, foi beneficiado com o Saidão, mas não voltou para a Papuda.

As imagens obtidas pela polícia mostram quando ele entra em ação em uma lanchonete no centro da Ceilândia. Ele chega apontando a arma para a funcionária do caixa, pula o balcão e obriga a funcionária a pegar todo o dinheiro da loja. Outro assaltante sai com uma caixa de moedas, enquanto funcionários estão no chão.

Maurílio também aparece em imagens fazendo um assalto a uma clínica odontológica. Depois de entrar na loja, ele aponta a arma para as recepcionistas e logo depois sai com um envelope de dinheiro.

Na delegacia Maurílio confessou ter participado de mais dois assaltos à lojas de móveis e eletrodomésticos em Taguatinga. No último, ele e mais dois assaltantes entraram em uma loja, renderam funcionários e levaram vários aparelhos de telefone celular.

“Provavelmente ele será reconhecido em outros crimes, porque, como ele mesmo falou, ele é especializado em roubos de lojas e desde que saiu da cadeia não parou de praticar crimes”, afirma o delegado Adval de Matos.

Maurílio deve perder o direito ao regime semi-aberto. A polícia procura os cúmplices dele e investiga a possível participação de funcionários das lojas assaltadas.


Fonte: Rede Globo, Tribuna do Brasil e DF no Ar de 25/04/08.

quinta-feira, 24 de abril de 2008

Blitz em feira

A Polícia Civil apreendeu na tarde desta quarta-feira 20 mil CDs piratas, na feira da Ceilândia. Dez bancas que vendiam os produtos foram fechadas na feira do P Norte - A nova feira dos Importados de Ceilândia. Quatro pessoas foram presas e encaminhadas para a Delegacia do P Norte. Elas vão responder por crime de violação de direitos autorais.

O delegado Vanderley de Melo recebeu a denúncia de que algumas pessoas estavam copiando os CDs e DVDs na região e vendendo para os feirantes do setor O e P Norte.

Durante a apreensão, seis feirantes fugiram, mas a polícia conseguiu identificar quatro deles. Se condenados podem pegar de dois a quatro anos de prisão.


Veja mais sobre a Feira dos Importados no blog 100% Ceilândia:

100% Ceilândia

Fonte: Clica Brasília, DF Record e Band Cidade de 23/04/08

Fale certo:

A campanha de auto-estima ao ceilandense continua:


Na Ceilândia, Da Ceilândia, expressões utilizadas comumente pela mídia local. Já notamos que algumas emissoras de rádio e televisão já não falam mais errado. Agora resta chegar à redação do DF TV da Rede Globo. Senhores redatores o uso destas expressões transparecem um certo preconceito. Contamos com a colaboração de todos para banir do noticiário escrito e falado o uso de NA CEILÂNDIA, DA CEILÂNDIA, colaborem com o movimento de resgate da auto-estima do povo ceilandense. Escrevam ou falem sobre o acontecimento de forma correta. EM CEILANDIA aconteceu...


Veja mais no 100% Ceilândia:

100% Ceilândia

Fonte: ACIC-DF

E os nossos puxadinhos?

A Comissão de Assuntos Fundiários (CAF)da Câmara Legislativa aprovou na sessão extraordinária de ontem(23/04/08) o Projeto de Lei Complementar 50/2007, do GDF, que regulariza as ocupações de áreas públicas no comércio do Plano Piloto - os chamados "puxadinhos". Sobre este assunto a ACIC tem se manifestado a favor de iniciar o processo de discussão para encaminhamento de solução para os “puxadinhos” de Ceilândia.

Fonte: ACIC-DF

Emendas Chico Leite

Emendas da Deputado Distrital Chico leite. Abaixo a relação das emendas parlamentares ao orçamento do DF, exercício de 2008, para Ceilândia, de forma detalhada, por deputado distrital. Verifique as emendas e cobre do seu parlamentar a sua efetiva aplicação.

Destinação das Emendas


REC. DO CENT.ENS.MEDIO 07 - CEI NORTE - R$ 100.000,00

PAVIMENT. DA QNP 21-23-P NORTE - R$ 100.000,00

CONSTR.QD. ESPORT QNO 16 - EXP SETOR O - R$ 100.000,00

CONST.QD.IESPORTIVA NA QNO 20 - EXP SETOR O - R$ 100.000,00


CONST. CEM DA QNO 16/17 EXP SETOR O - R$ 100.000,00

CONST. DO CAMPUS DA UNB - GUARIROBA - R$ 300.000,00

CONST. GIN. ESPORTE CEILANDIA - CEI NORTE - R$ 100.000,00

REF. TERMINAL RODOV. - P SUL - R$ 100.000,00

CONST. AUDIT.CEM N.10 - P SUL - R$ 100.000,00

CALCADAS.ESC..44,45 E 46 - P SUL - R$ 100.000,00

TOTAL: R$ 1.200.000,00

Fonte de informações é a CLDF.


Fonte: Associação Comercial, Empresarial e Industrial de Ceilândia

Cantador



Matéria fala da diversidade cultural do Distrito Federal:

Graças à forte presença nordestina enraizada em Ceilândia, o repente e o cordel têm espaço. Inaugurada em 1986, a Casa do Cantador, é conhecida como Palácio da Poesia e Literatura de Cordel, mas também divide espaço com o hip-hop.

Fonte: ComuniWeb

Enfim a luz

Mais segurança para os motoristas que trafegam todos os dias pela BR-070. Nesta quarta-feira (23/04/08), a estrada que faz a ligação entre Brasília e Cuiabá, passando por cidades muito visitadas pelos brasilienses como Pirenópolis e Goiás Velho, ganhou iluminação pública até a divisa do DF com Goiás. Ao todo, 745 postes iluminarão 20 quilômetros de rodovia - da QNG de Taguatinga até o município goiano de Águas Lindas. "Vai acabar a escuridão na BR-070. Aqui tinha o maior número de acidentes, atropelamentos, e os bandidos se aproveitavam da escuridão para roubar os carros. Tudo isto agora acabou", afirmou Arruda ao inaugurar a obra.

O investimento da CEB para tornar a estrada que se liga, no DF, à via Estrutural (DF-001) mais segura foi de R$ 3.088.906. Foram instalados pela companhia 693 postes de concreto de 16 metros com luminárias de vapor de sódio de 400 watts e 52 postes de aço de 10 metros com luminárias de vapor de sódio de 250 watts.

A obra beneficia milhares de pessoas que circulam diariamente pela região de Taguatinga e Ceilândia e também em direção ao Entorno. "As pessoas que vêm do serviço chegavam de ônibus no escuro, e o caminho para casa era muito perigoso. Tinha muito medo de assaltos por aqui", acredita Kelly Barbosa de Oliveira, 30 anos, 22 deles vivendo na QNO 20 de Ceilândia. A quadra margeia a rodovia. "Agora, com a luz na BR, este problema está resolvido, e ainda vai ajudar na segurança das casas de quem mora na beira da estrada".

"A ordem para iluminar o trecho da BR-070 veio do próprio governador em março, que encomendou a entrega para a semana do aniversário de Brasília", explicou Delmar Caixeta, superintendente de iluminação pública da CEB. Além da entrega dos postes, a CEB ainda trabalha na substituição da iluminação dos Setores O, de Materiais de Construção, P Norte, e das Avenidas Central e paralelas do centro de Ceilândia.


Fonte: Tribuna do Brasil, Rede Globo e Jornal de Brasília

Futsal da ACIC



As inscrições para a 2ª Copa Acic de Futsal estão abertas e poderão ser realizadas na Administração Regional de Ceilândia. Os interessados devem se inscrever até às 16h do dia 29. Cada atleta deverá levar junto com a inscrição uma declaração escolar e antes do início da partida, apresentar um documento com foto. O evento será iniciado no dia 1º de maio e o encerramento está previsto para acontecer no dia 20 do mesmo mês. A inscrição é feita por equipe e a taxa é uma cesta básica.

As equipes campeãs e vice-campeãs receberão troféus e medalhas, além de premiação para os artilheiros e goleiros de defesa menos vazada. O campeão da categoria principal receberá R$ 1 mil e o segundo colocado, R$ 500. "Para Alexandre Garcia, 16 anos, a iniciativa do evento é muito importante. "Estava faltando uma copa como essa aqui em Ceilândia, incentiva as pessoas a jogarem futebol, tanto homem quanto mulher. Quero jogar e ganhar", empolgou-se.

Assim como Alexandre, Rafael Nogueira acredita na importância da copa e movimentou seus amigos para formarem um time. "Gosto muito de futebol, jogo sempre aqui na rua, por isso quando fiquei sabendo da copa chamei meus amigos e formamos um time. É bom que durante esses dias não vamos jogar na rua.", contou Rafael.

Segundo Cleber Fernandes, gerente de cultura e esporte da Administração da Ceilândia, o campeonato foi realizado pela primeira vez em 2007, com o objetivo de revitalizar a Praça do Cidadão, local onde são realizados os jogos. O evento contou com a participação de 87 equipes. Este ano, a iniciativa é diferente. A idéia é arrecadar cerca de 100 cestas básicas e duas toneladas de alimentos não perecíveis para doar às crianças carentes que participarem do evento.

Os jogos dos adultos serão realizados todas às noites e os infantis, durante o fim de semana. O campeonato será aberto ao público e este ano, para chamar a atenção dos moradores, além de homenagear os trabalhadores, no dia da abertura cada pessoa deverá levar um quilo de alimento e trocar por um cupom, o qual dará direito a participar de sorteios de brindes como bolas e bicicletas. Será realizada também uma ação social para todos os freqüentadores, com corte de cabelo, dentista e brinquedos.

Maiores informações com Lima (8418-6646), Edilson (9289-2519), ou Cleber (3901-1247/8438-0635).


Fonte: Tribuna do Brasil, Administração Regional de Ceilândia e ACIC-DF

Problemas no Setor

Segundo os empresários já é a 6ª vez somente no ano de 2008 que ocorre o problema. Os roubos de cabos telefônicos estão atrapalhando o sucesso dos vendedores do Setor de Indústrias de Ceilândia - Falta internet e telefone.

Alguns reclamam que não conseguem fechar os negócios pois dependem da internet - como no caso de pregões -, outros dependem da linha telefônica para dar prossegimento as vendas e todos reclamam bastante da falta de policiais no local. Outro problema é que a BrasilTelecom não registra as queixas de roubo de cabos.

Hoje em dia, os clientes acabam se deslocalando até as lojas - reclama um consumidor. E ainda por cima a BrasilTelecom demora para dar continuidade nos serviços.

Segundo os proprietários de empresas da região, os prejuízos passam de R$ 800.000,00.

Fonte: Jornal Local 2ª edição de 23/04/08

quarta-feira, 23 de abril de 2008

Aprovados

Parece que o lixo da festa fez saltar aos olhos dos deputados distritais um problema que se arrasta há anos no DF. O lixo produzido em Brasília finalmente foi debatido na Câmara Legislativa. Os deputados distritais aprovaram nesta terça-feira (22) o projeto de Lei 758/07 do deputado Paulo Tadeu (PT), que trata da necessidade de implantação de aterros sanitários. "O DF não possui legislação específica para o estabelecimento dos aterros sanitários. É preciso considerar, além do aspecto ecológico óbvio, a questão social, representada por populações vizinhas ao futuro estabelecimento e das populações que vivem de recolher materiais recicláveis", explicou Tadeu.

Grandes cidades mundo a fora sofrem com a falta de políticas públicas, e do pouco planejamento e soluções para a questão do lixo urbano. Com quase dois milhões de habitantes, o lixo já é há muito tempo uma questão importante para o panorama político do DF. O projeto aprovado, além de estabelecer a criação dos aterros, cria também uma compensação social às populações vizinhas aos locais de armazenamento do material descartado, estabelece as condições para a implantação dos empreendimentos e garante a realização de audiência pública com a população afetada para discutir alternativas, como a sua remoção para outras áreas, indenizações financeiras e investimentos em programas ambientais.

Os deputados pareciam estar motivados pelo espírito do aniversário da cidade de Brasília ou pelos dias de folga do feriadão. Afinal, durante pouco mais de duas horas de sessão plenária, os distritais conseguiram votar oito projetos de lei, retirar um da lista de votação e ainda realizar um grande debate sobre os custos da festa de aniversário promovida por uma parceria entre o Governo do Distrito Federal, Ministério do Turismo e iniciativa privada.

Entre os projetos votados a toque de caixa, estavam o quê estabelece um concurso para a escolha da logomarca da recém-criada Escola do Legislativo do Distrito Federal e outro que declara como utilidade pública a Associação de Amigos Pró-Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro.


Uma boa notícia para os brasilienses foi a aprovação, em primeiro turno, do projeto de lei que estabelece novas regras para o pagamento do IPVA para carros usados. Segundo o texto do projeto, os compradores poderão parcelar o imposto se mantiverem o registro do veículo no DF. Além disso, aqueles que comprarem carros leiloados pela Justiça não deverão herdar as dívidas dos antigos proprietários dos veículos.

Pensando na paz do eleitorado, foi aprovado também, em primeiro turno, o projeto de lei nº 748/2008, de autoria do deputado Rogério Ulysses (PSB), que cria o cadastro para bloqueio de recebimento de ligações de telemarketing, denominado "Não Importune". Segundo o texto do projeto, cada usuário de linha telefônica registrada em seu nome poderá cadastrar-se junto ao Procon/DF para não receber ligações desse tipo. Depois de 30 dias, nenhuma empresa poderá fazer ligações do tipo telemarketing para os usuários. Quem burlar a lei poderá ser multado em R$ 10 mil reais por ligação.

Fonte: Tribuna do Brasil

Jovem Embaixador

O programa Jovens Embaixadores é desenvolvido pela Embaixada dos Estados Unidos, só para alunos da rede pública, desde 2001. Para 2009 as inscrições já começaram. “O nosso maior objetivo é valorizar a educação pública no Brasil. Só no ano passado tivemos mais de três mil inscritos. Excelentes meninos foram selecionados”, afirma a coordenadora do projeto, Márcia Mizuno.

Para ser um jovem embaixador, além de estudar em escola pública é preciso ter entre 15 e 18 anos, boas notas, falar inglês fluentemente e ser voluntário de um projeto social há pelo menos um ano. Os estudantes fazem provas de inglês e ainda disputam com jovens de todo o Brasil. A viagem de duas semanas aos Estados Unidos pode ser o começo de um futuro inimaginável.

Guilherme da Silva Durantes guardou a passagem para Washington, o ingresso do jogo de hóquei e a foto com a primeira dama, Laura Bush, tirada em janeiro do ano passado. Mas ele terá muito tempo para juntar mais lembranças dos Estados Unidos.

Morador de Ceilândia, filho de um vigilante com uma professora, ele concorreu a uma bolsa de estudos depois de participar do programa. Mandou carta para cinco universidades e foi selecionado em quatro delas. Em setembro, Guilherme estudará na Universidade de Chicago, uma das mais respeitadas dos Estados Unidos.

"Eu vi que a educação vale a pena e que correr atrás do que a gente quer também. Não é só discurso, não é só demagogia. É uma coisa que temos que correr atrás porque ninguém vai conseguir pra gente", revela o estudante.


As inscrições estão abertas até o dia 8 de agosto. O site da Embaixada Americana traz a lista com os locais de inscrição. O lançamento do programa para o ano que vem será hoje (22), no Rio de Janeiro.


Fonte: Rede Globo e Correio Braziliense de 21/04/08.

Craque é do Ceilândia



O jovem meia-atacante Diego Macedo, do Ceilândia foi considerado, em votação da imprensa e dos técnicos das equipes, como o craque do campeonato metropolitano 2008. Diego Macedo, cujo contrato com o Brasiliense está sendo questionado por seu empresário Edson Moretti enquanto que o Londrina também se mobiliza, venceu ainda a votação que o indicou como craque revelação.

Outro jogador do Ceilândia também foi considerado como o melhor em sua posição: Carlos Lima.

Na votação para craque do campeonato, Diego Macedo recebeu os votos dos técnicos Gerson Andriotti (Brasiliense), José Lopes Risada (Dom Pedro). Entre os votos da imprensa, recebeu votos do sempre crítico Roberto Naves (Correio Braziliense), Ramon Villar (Rádio Transamérica), Babyface (Rádio Bandeirantes) e Bruno Mendes da TV Brasília.

Carlos Lima, apontado como melhor volante e também assediado pelo Brasiliense, teve dois votos que o apontava como craque do campeonato.

Diego Macedo, apesar de jovem, já passou por Rio Branco-SP, São Paulo, Inter de Limeira, Corinthians e Braga de Portugal. Em 2007 teve rápida passagem pelo Londrina. Naquele ano, em razão de suas atuações, chamou a atenção de clubes como Atlético-PR e Fluminense. Na época Diego Macedo não soube conduzir a situação muito bem e acabou não seguindo para qualquer dos clubes.

Agora, assinou contrato com o Brasiliense por dois anos quando ainda tinha vínculo com o Ceilândia. Para piorar, informação de Londrina dá conta de que o seu empresário Edson Moretti afirma que o contrato não poderia ser assinado com o Brasiliense sem a sua presença. O Brasiliense utilizou-se do fato de que o Londrina estava em débito com o atleta.


Fonte: Ceilândia Esporte Clube e Correio Braziliense de 23/04/08

Muita gente

Estação Taguatinga, às 7h desta terça-feira (22). A fila começa do lado de fora, poucas catracas funcionam. Já na plataforma, uma multidão espera com grande expectativa. O vagão chega lotado e o tumulto aumenta. “Vai ser complicado. Sempre é assim”, diz o assistente administrativo Aílton de Souza.

Não foi dessa vez. Aílton e outros passageiros são deixados para trás. “A gente tem de trabalhar e o metrô está lotado todos os dias. Ficamos frustrados, porque é cansativo e não tem ônibus”, reclama.

Aparece outro vagão. A entrada é difícil, mal dá para se locomover e quase não há apoio. Para andar com conforto, só se subir na primeira estação.

Quem usa o metrô diariamente conta que a lotação já vinha ocorrendo há algum tempo, mas que a situação piorou depois que o serviço foi estendido. A capacidade teria chegado ao limite depois da inauguração das novas estações em Ceilândia.

“Enquanto não aumentarem o número de vagões, fica complicado. É muito cheio”, protesta o educador físico Marcos Andrade.

“Acho que a possibilidade de melhorar é aumentar o número de vagões e diminuir os intervalos de tempo entre um e outro”, sugere a comerciária Regina de Amorim.

Com as cinco novas estações o movimento aumentou 40%. São 140 mil passageiros por dia. Apesar do aperto, tem gente que comemora. “Tem praticidade, segurança. Quem vai para o Plano Piloto de ônibus gasta, no mínimo, 2h30 de viagem. De metrô é bem mais rápido”, conta o comerciante Fernando de Jesus.

“Está folgado, até cabe mais gente. As pessoas realmente gostam de reclamar. Melhorou o trânsito para todo mundo”, opina a diarista Angelita Camila.

O diretor do metrô, José Gaspar de Souza, explica que o número de trens aumentará: três estão sendo consertados e novas composições serão compradas. ”Nós estamos em negociação com o BNDES para comprar mais dez trens, que deverão ser entregues a partir de setembro de 2009”, afirma Souza.


Fonte: Rede Globo

Emendas Cabo Patrício

A seguir as emendas da Deputado Distrital Cabo Patrício. Estas informações fazem parte da relação das emendas parlamentares ao orçamento do DF, exercício de 2008, para Ceilândia, de forma detalhada, por deputado distrital. Verifique abaixo as emendas e cobre do seu parlamentar a sua efetiva aplicação.


Destinação das Emendas


PAV.ASFALTICA VC.311 - R$ 200.000,00

REF. Q. ESPORTIVA - QNP 18 - P SUL - R$ 50.000,00

REF. Q. CEM 3 E 4 DE CEILÂNDIA - R$ 100.000,00

CONST.PARQUE INFANTIL QNP 18 - P SUL - R$ 50.000,00

ESTAC. AV.P.1,P-2,P-3, E P-4 - P.SUL - R$ 200.000,00

URB. BECOS DO P SUL - R$ 200.000,00

TOTAL - R$ 800.00,00


Fonte de informações é a CLDF.


Fonte: Associação Comercial, Empresarial e Industrial de Ceilândia

Reivindicação

A comunidade do setor P Sul irá, hoje (23/04/08), a CLDF reivindicar a construção de um auditório no Centro de Ensino Médio 10 de Ceilândia. A demanda conta com o apoio dos comerciantes locais e da comunidade em geral. A construção do espaço é um importante anseio da comunidade estudantil e atenderá todo público escolar, bem como a comunidade circunvizinha ao setor.

Fonte: Associação Comercial, Empresarial e Industrial de Ceilândia

terça-feira, 22 de abril de 2008

Metrô de graça



E o governo ainda quer construir prédios residenciais ao longo da linha do metrô em Ceilândia... Falta de usuários?


Os moradores da Ceilândia que quiseram ir até a festa do aniversário de Brasília, ontem, tiveram de enfrentar filas quilométricas nas quatro estações do metrô. Como o transporte era de graça, muitos moradores da cidade aproveitaram para passear de metrô pela primeira vez. O que seria um passeio de feriado normal se transformou num grande tumulto. Tanto a ida, como a volta para o Plano Piloto lotou os trens.

Nas quatro estações da Ceilândia, inauguradas no último dia 16, houve tumulto e empurra-empurra. À medida que as pessoas chegavam à estação, o tempo de espera era de aproximadamente 20 minutos. Embaixo da plataforma muitas crianças e idosos tiveram que se apertar para entrar nos vagões. Mas o tumulto não foi só na entrada do trem. Quem conseguia entrar no vagão, ficava espremido.

Segundo o inspetor de estação, Henrique Gomes Braga, as portas só foram fechadas ontem por medidas de segurança, pois a plataforma não suportava o grande fluxo de pessoas. "Lá na plataforma não cabe mais ninguém. Não adianta levar as pessoas para baixo e não ter segurança", disse o inspetor.

A idéia de andar no metrô pela primeira vez atraiu muita gente. O trem já vinha lotado de outras estações e quem pegava o metrô na estação do centro da cidade, precisou viajar em pé. Só até às 12h, mais de 60 mil pessoas teriam ido ao metro. Na estação da Ceilândia Centro, apenas cinco pessoas faziam a segurança do local.
A dona de casa Wilna Cabral, 37 anos, saiu de casa para ir a festa do aniversário de Brasília e quando chegou à estação com o marido e as duas filhas, acabou perdendo o marido de vista, tamanho era o tumulto. "Está muito lotado. Estamos aqui há meia hora, já passaram dois trens eu não consigo entrar", afirmou.
O inspetor de segurança da estação de Ceilândia Centro, Deivson Ivis de Faria, disse que foi difícil garantir a segurança para tantas pessoas. Mas segundo ele, não foi constatado nenhum acidente. "Hoje (ontem) tivemos muitos usuários. Teria que ter mais trem e mais funcionários para atender esta quantidade de pessoas", explicou. Sinomar Pereira dos Santos foi para Ceilândia passear com a família, mas na volta para casa, ele, a esposa e os três filhos, mesmo não indo para a festa de Brasília, não conseguiam embarcar.

As quatro estações do metrô da Ceilândia foram inauguradas no dia 16 de abril, em comemoração aos 48 anos de Brasília. Com o início da operação comercial neste trecho, a Companhia do Metropolitano do Distrito Federal estima um acréscimo de 40 mil passageiros por dia no metrô do DF. O metrô funciona de segunda a sexta-feira, das 6h30 às 23h30, e aos sábados, domingos e feriados, das 7h às 19h. Cada trem tem capacidade para transportar até 1.356 mil pessoas.


Fonte: Tribuna do Brasil, Jornal de Brasília e Correio Braziliense

segunda-feira, 21 de abril de 2008

Guarany cai, Apollo avança



A equipe de futebol feminino LBJ F.C. venceu na tarde de ontem no campo da UCB, em Taguatinga Sul, o time do Guarany por 3 x 1. O time do Guarany teve mais chances de gols no primeiro tempo, mas não soube aproveitar nenhuma delas. A LBJ marcou primeiro com gol de Larissa Padovan em chute cruzado após cruzamento pela direita de Caroline.

A LBJ ainda marcou mais dois gols, Larissa novamente em cruzamento pela direita, a bola enganou a goleira Daniela e foi direto para o gol. E cabeçada de Josileide novamente em cruzamento pela ponta direita.

Na segunda etapa o técnico Antônio promoveu a entrada de Diana (13) no lugar de Larisse (11), a substituição foi acertada, pois Diana marcou o gol de honra para a equipe do Guarany.



Já a equipe do Apollo 4 se deu bem. Venceu o Cresspom, atual campeão candango, por 3 x 0 no campo do adversário no Plano Piloto.

Fonte: Futebol de Campo Feminino

Estrada Parque Ceilândia

O Correio Braziliense lançou um novo portal de notícias. Entre algumas, uma que chama a atenção diz respeito a Estrada Parque Ceilândia, conhecida também como via Estrutural. Abaixo o novo link do portal:

Correio Braziliense



Fonte:Infográficos Correio Braziliense

Um balde de água fria

Não foi o temporal com granizo que incomodou o Abadião na tarde de ontem (20/04/08) - com um ótimo gramado e drenagem por sinal - mas foi mais uma derrota sofrida pelo time do Ceilândia. O Brazlândia voltou a ser um carrasco dos times de 2008 e venceu o Ceilândia que acabou passando a vaga da Copa do Brasil 2009 para um time que pertence a bombeiros.


O Ceilândia lutou, mas não conseguiu vencer o Brazlândia. Com a derrota por 2 x 1 e a vitória do Dom Pedro sobre o Esportivo - 2 x 0, o Ceilândia terminou o Campeonato Metropolitano de 2008 na terceira posição. Agora o CEC passa a pensar no Campeonato Brasileiro da Série C 2008.

O resultado da partida desse domingo deve muito à chuva torrencial que caiu durante o primeiro tempo. Com o campo molhado, o Brazlândia foi superior e, se não fossem as defesas do goleiro Rodolfo, talvez o resultado fosse ainda pior. Para a torcida restava torcer para o primeiro tempo acabar logo. De nada adiantou: aos 42, Welton chutou forte e a bola desviou na defesa antes de enganar Rodolfo: Brazlândia 1 x 0.

Veio o segundo tempo e o CEC mostrava disposição e pouca organização. Cassius entrou no lugar de Iron. Diego Macedo e Rodrigo Félix estavam bem marcados. O Ceilãndia não conseguia jogar pelos lados. O lado esquerdo mostrou uma deficiência crônica.

O tempo foi passando e o CEC até que teve boas oportunidades de empatar. Foi aí que apareceu o goleiro Julião, autor de ao menos três defesas importantes. No outro jogo o Dom Pedro já vencia por 2 x 0, o quê inquietou o Ceilândia ainda mais. O Gato merecia o empate, mas foi o Brazlândia que aumentou explorando um contra-ataque fulminante: Edicarlos aos 36.

O CEC diminuiu aos 38 com Cassius que matou no peito com estilo e marcou mais um gol com a camisa do Gato. Depois disto o CEC continuou no abafa, com disposição, mas sem talento ou organização.

O resultado final foi injusto para que o CEC mostrou ao longo da competição.


A classificação do Brasiliense 2008 ficou assim:

Brasiliense - 1º lugar e vaga Copa do Brasil '09
Dom Pedro/Bandeirante - 2º lugar, vaga Série C e copa do Brasil '09
Ceilândia - 3º lugar e Série C
Gama - 4º lugar
Brazlândia - 5º lugar
Legião - 6º lugar
Unaí - 7º lugar - rebaixado
Esportivo Guará - 8º lugar - rebaixado


Fonte: Ceilândia Esporte Clube e Esporte Candango

domingo, 20 de abril de 2008

Qual o limite do Ceilândia?



Melhor campanha do returno, melhor campanha das últimas 10 rodadas, nada disto servirá se o CEC não vencer o Brazlândia nesse domingo no Abadião. O Ceilândia enfrenta o seu adversário em meio aos problemas de sempre e muita especulações.

No meio de tudo isto, um jogo histórico diante do Brazlândia: o CEC pode repetir o feito de 2005, quando Macedo, Lima, Thompson e Felix comemoram diante do Gama e sagrou-se vice-campeão candango. Uma vitória coloca o Gato também na Copa do Brasil 2009. Um jogo para o Abadião receber bom público.

O Técnico Valter Gomes tem algumas dúvidas na defesa e no meio de campo. Na defesa a dúvida é Adriano. O zagueiro, que foi o jogador que, ao lado de Rodrigo Félix, mais vezes jogou pelo CEC este ano, sento dores na coxa. Outra dúvida é Carlos Lima que esteve às voltas com problemas musculares e aos poucos retorna a equipe. Bruno Ramos, recuperado da lesão, pode entrar no lugar de Adriano.

As mudanças desfigurariam e muito o time do Ceilândia. A torcida é para que Adriano esteja em condições de jogar. Serginho, com lesão na lombar, e Luiz Fernando, lesionado na África, continuam de fora.

As especulações envolvem diversos jogadores do CEC, time de melhor campanha se consideradas apenas as últimas 10 rodadas.

Os jogadores mais visados são Diego Macedo, Rodrigo Félix e Carlos Lima. Outros também despertaram interesse de outras equipes, como são os casos do zagueiro Panda e Rodrigo Paraná.


O jogo é hoje (20/04/08) com transmição ao vivo pela Rede Record, canal 08, as 15:30.

Fonte: Ceilândia Esporte Clube, Esporte Candango, Jornal Coletivo e Rede Record

Percurso maior

Ha alguns meses os usuários de transporte público perceberam que houve uma mudança nas linhas de ligação que circulam em Ceilândia. Não foi a redução das passagens de R$ 1,50 para R$ 1,00 adotada pelo GDF - que já deu uma ajuda. Os ônibus agora estão fazendo um percurso um pouco maior.

Antes quem pegava um ônibus no Setor Privê ou na Guariroba - percurso Ceilândia Centro/Sul - tinha como destinos finais a Administração de Ceilândia e o Centro Interescolar de Línguas de Ceilândia (CILC). Hoje o percurso vai até a EQNM 23/25, Ceilândia Sul.

Os usuários agora podem descer na Casa do Candango, Apaed, Divisão de Fiscalização, escolas, Shopping do Panificador entre outros estabelecimentos. Sem dúvida uma boa atitude da Secretaria de Transportes.

O problema da depredação

No Setor O muitas cadeiras quebradas. Não eram apenas cadeiras. Mesas, muros pichados entre outras depredações. Mas isto não é um fato exclusivo de Ceilândia. Santa Maria, São Sebastião, Taguatinga, Samambaia - virou uma epidemia no Distrito Federal.

O que é gasto em consertos de móveis escolares poderia ser utilizado em construções de novas escolas públicas. Um dos responsáveis pelos consertos diz que não dá um mês e os objetos voltam depredados novamente.

Segundo o GDF, serão contratados novos seguranças para evitar o vandalismo que tomou conta das escolas do DF. Mas, mesmo assim, o que vale é a conscientização dos alunos e moradores das redondezas.

Vale ressaltar que no ano passado um aluno depredou a sala de aula e ainda por cima divulgou o vídeo na internet. Veja o link: Rede Globo

Fonte: DF TV 1ª edição de 19/04/08

sábado, 19 de abril de 2008

Futebol Feminino 2008



Neste ano, será realizada a 12° edição do Campeonato Brasiliense de Futebol Feminino, na qual dez times estarão na disputa pelo título. “Aqui, pelo menos, conseguimos um mínimo de equipes para montar uma competição. Em outros lugares nem o estadual é garantido”, fala Liomar Arantes, assistente de Futebol Amador da Federação Brasiliense de Futebol (FBF).

A FBF organiza as competições, mas os gastos com atletas e arbitragem ficam por conta de cada clube. Liomar aponta o problema da falta de patrocínio. “A gente só ganha visibilidade quando tem um grande prêmio do futebol feminino brasileiro, que nem o Sul-Americano, mas depois, some o apoio de políticos, dirigentes de clubes e empresas”, reclama.

A falta de apoio já desanima uma jovem de futuro promissor. “Eu já batalhei muito até chegar a Seleção e sei o quanto é difícil”, coloca. “As jogadoras que querem ter espaço acabam tendo que sair. Gosto de jogar em Brasília, mas não pretendo largar meus estudos pelo futebol, pois acho que não vale a pena”, pondera Nádima (uma das jogadoras).

“Brasília tem jogadoras interessadas e de ótimo nível, mas é preciso olhar para elas”, garante Adélio Santos, treinador da Ascoop. A cidade não se compara com São Paulo, considerada uma referência no futebol feminino nacional, mas tem 3 escolinhas de futebol feminino e 10 times profissionais. Apesar das dificuldades, a capital ainda guarda espaço para sonhos futebolísticos. “Eu vejo jovens muito interessadas. Eu só quero parar lá pelos 30 e depois virar técnica”, planeja Nádima.


Ceilândia vem representada por dois times: Apollo 4 e Guarany. Veja o link do 100% Ceilândia:

100% Ceilândia

As equipes que participarão do campeonato de 2008:

Apollo 4 ---------> Ceilândia
Ascoop/Capital ---> Núcleo Bandeirante
Bandeirante ------> Núcleo Bandeirante
Cresspom ---------> Plano Piloto
Guarany ----------> Ceilândia
LBJ F.C. ---------> Plano Piloto ou Taguatinga
Paranoá ----------> Paranoá
Planaltina DF ----> Planaltina-DF
Planaltina GO ----> Planaltina/Brasilinha-GO
River Playt ------> Planaltina-DF


O campeonato começa neste domingo - amanhã (20/04/08). Veja os jogos de nossa cidade:

Cresspom x Apollo 4 - clube do Cresspom no Plano Piloto as 15:00

LBJ F.C. x Guarany - Faculdade Católica em Taguatinga as 15:00

Compareça!

Fonte: Portal do Futebol Feminino, Federação Brasiliense de Futebol e Friburguense